Street Fighter 6 quer revolucionar os jogos de luta

06/06/2022 09:00 por Leandro Alves
Categorias   Capcom  PC  Playstation 4  Playstation 5  Street Fighter  Xbox Series X  

Street Fighter 6

A Capcom divulgou um trailer inédito de Street Fighter 6, que destaca os novos visuais e mecânicas do jogo, que prometem renovar a franquia. O jogo está sendo desenvolvida na RE Engine, que já foi usada em jogos como Resident Evil 7, Resident Evil Village e Devil May Cry 5; por isso teremos gráficos melhorados em todos os aspectos.

Uma novidade de Street Fighter 6 é o Estilo Moderno de Controle, que permite comandos mais fáceis afinal para fazer um golpe especial será necessário apenas apertar um botão juntamente com o direcional para uma posição, a ideia é que seja mais amigável para novos jogadores ou quem acha os controles clássicos muito difíceis. Vale lembrar que o Estilo Clássico de controle continuará disponível para quem preferir.

Teremos três modos de jogo: Fighting Ground, World Tour e Battle Hub. O World Tour é um modo de história de um jogador imersivo. O Battle Hub é um espaço para partidas online, com novas formas de comunicação.

Outro recurso interessante são os comentários em tempo real, para dar a sensação de estar numa competição, o jogo terá as vozes de vários narradores conhecidos da FGC (Comunidade de Jogos de Luta).

O lançamento de Street Fighter 6 será em 2023, com versões para PC, PlayStation 4, PlayStation 5 e Xbox Series X|S. Vale lembrar que o jogo marca o retorno da série aos consoles da Microsoft, afinal o Street Fighter V não saiu para consoles Xbox.

A franquia Street Fighter completa 35 anos em 2022, continua sendo uma das mais importantes e influentes nos jogos de luta. O jogo mais recente é o Street Fighter V, que foi lançado em 2016 mas não agradou muito os fãs.


Receba mais sobre "Street Fighter 6 quer revolucionar os jogos de luta" e outros assuntos interessantes gratuitamente no seu e-mail.
Não se esqueça de confirmar seu cadastro, basta clicar no link que será enviado para seu e-mail.
Ou se preferir você pode receber por RSS ou pelo Twitter.


Compartilhe:



Leia também: