Conheça o DOSBox

18/09/2002 - 00h00 por Leandro Alves

Introdução

Se você já tentou rodar antigos jogos do DOS no Windows 2000 ou XP com certeza já teve algum problema como a velocidade do jogo ficar muito alta (ou muito baixa em alguns casos), o som ficar ruim, ou simplesmente nada funcionar. Isso acontece principalmente porque todos os Windows entre o 95 e o ME foram baseados no MS-DOS, e permitiam uma liberdade maior aos programas como acessar diretamente o hardware. Já o Windows 2000 e XP são baseados no Windows NT que foi desenvolvido para ser um servidor e por isso ele tende a ser um pouco mais seguro (mas mesmo assim têm os seus problemas de segurança) mas por isso ele não dá tanta liberdade para os programas como o DOS.

Uma solução interessante é usar o DOSBox, ele é um emulador de DOS para PC, e possui versões para Windows e Linux. Ao contrário dos outros emuladores como o DOSEmu, Virtual PC e o Bochs, o DOSBox não precisa de uma imagem do DOS para funcionar, e é muito mais fácil de ser configurado.

Ele emula um PC com processador 286 e 386 (somente no modo real) o que garante que os programas funcionem na sua velocidade correta. O problema é que o DOSBox não emula o modo protegido do 386, por isso a maioria dos jogos mais recentes (depois de 1992) não funcionam, como por exemplo o Doom, Duken Nuken.

Uma coisa interessante é que ele emula algumas placas de som antigas como Tandy, Adlib e SoundBlaster. O resultado é que os jogos que usam estas placas e que normalmente ficariam sem som ou usariam o PC-Speaker, passam a usar a sua placa de som, fica muito melhor.

As placas de vídeo emuladas são CGA, EGA e VGA, a placa Hercules será incluída futuramente.

O DOSBox possui um interpretador de comandos próprio, mas são poucos os comandos do DOS que foram implementados, mas isso não chega a fazer muita falta, para rodar os jogos não é preciso escrever muitos comandos, mas eles são úteis quando é preciso executar algum arquivo de lote (.bat). Para ver uma lista com todos os comandos e as suas funções digite help.

Instalando

Pegue na página oficial do programa: dosbox.zophar.net a versão mais nova, e depois basta criar um diretório e descompactar o arquivo.

Usando

Existem várias maneiras de iniciar o DOSBox, o modo mais fácil de iniciar um jogo é arrastar o ícone do jogo e soltar em cima do ícone do DOSBox, e ele vai iniciar não é preciso fazer mais nada.

Outra maneira é digitar dosbox nome_do_jogo, onde o nome_do_jogo é o completo para chegar ao jogo, juntamente cm o nome do jogo. Aparecerá uma tela do DOS, você deve digitar novamente o nome do jogo.

Se a janela do DOSBox estiver muito pequena pressione, já que normalmente estes jogos usam resoluções muito baixas, basta pressionar ao mesmo tempo alt e enter para o DOSBox usar toda a tela.

Teste

O teste foi feito num Atlon de 1,2 GHz, com 256 Mb de memória ram, placa de som Sound Blaster PCI e a placa de vídeo é uma Geforce 2 MX200 com 64 Mb. O sistema operacional utizado no teste foi o Windows XP Professional em português.

Um detalhe é que a placa de som é plug and play, e por isso não funciona muito bem em programas do DOS.

A versão utilizada do DosBox foi a mais recente disponível a 0.55.

Os jogos foram escolhidos com os seguintes critérios: eles devem ter pelo menos 10 anos, ter sido muito popular, e também eu tenho que ter o jogo (é claro).

Quem usou um PC XT com certeza já jogou Test drive, é um jogo bem antigo, foi lançado em 1987, mas fez bastante sucesso. Você deve dirigir pelas ruas o mais rápido possível evitando os outros carros e a polícia, o legal são os carros que você pode dirigir: Ferrari Testarosa, Porsche 911 Turbo, Lotus Turbo Esprit, Lamborghini Countach, Chevy Corvette. Confesso que eu ainda estou acostumado em jogar o Test Drive num monitor de fósforo verde, ainda estranho em ver o jogo colorido. No Windows XP não foi possível jogar nos modos CGA, Hercules e EGA (com 4 cores). Mas felizmente o modo EGA com 16 cores funcionou, apesar do Windows avisar que o jogo estava tentando acessar o disco, basta ignorar que o jogo funciona normalmente. Já o DOSBox não conseguiu carregar o jogo, e acabou travando.

O Stunts é um jogo de corrida diferente, pois você dirige o carro numa pista com obstácucos como rampas, loopings e curvas inclinadas. Estão disponíveis vários carros, desde jeeps até mesmo um fórmula Indy, e eles respondem de maneira bem "real"de comportamento dos carrosrenças nas curvas e na aceleração. Ele funciona bem no Windows XP, o único problema é não conseguiu usar a placa de som e passou a usar o PC-Speaker, e por isso o som fica bem irritante. Já no DOSBox o jogo funcionou muito bem, inclusive o som, pois o Stunts usa a placa de som AdLib que é emulada pelo DOSBox.

O Prince of percia funciona perfeitamente no Windows XP, mas o jogo usa o PC-Speaker. Quanto no DOSBox ele inicia o jogo mas depois não funciona, aparentemente ele não consegue ler o teclado. Mas o som do jogo fica muito melhor, pois ele consegue usar a placa de som, quem sabe na próxima versão ele já não esteja jogável?

O Out of this world foi lançado em 1991, e apesar de ser um jogo 2D ele usava gráficos poligonais, oque garantia ao jogo uma animação muito melhor do que os outros jogos da época. Mas infelizmente no Windows XP ele ficou absurdamente lento, sem nenhuma condição de jogar. E pensar que eu jogava muito este jogo num 486 e rodava perfeitamente. Já o DOSBox se saiu muito bem, conseguiu rodar o jogo com perfeição, a velocidade, os gráficos e o som ficaram exelentes.

Conclusão

Se você gosta de jogos antigos, sem dúvida que o DOSBox é um bom programa pois ele consegue rodar muito bem vários jogos, é muito fácil de configurar e de usar. O ponto negativo é que ele ainda não consegue rodar muitos jogos mas como ele está em desenvolvimento quase todo o mês sai uma nova versão, então se aquele tal jogo que você gosta não funcionar, tenha um pouco de paciência, quem sabe ele não funciona na próxima versão?



Compartilhe:
Enviar por Email   

Favoritos:
DeliciousDel.icio.us    GoogleGoogle Favoritos